a
a
InícioSlideshowACT 2017 da Claro: Proposta Mesquinha

ACT 2017 da Claro: Proposta Mesquinha

A categoria luta por reajuste digno nos salários e benefícios sociais, sem a retirada de conquistas. Informamos aos trabalhadores da Claro Brasil que na última quinta-feira, dia 23/11, aconteceu mais reunião de negociação para discutir o Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2019 e PPR 2017 com a Comissão Nacional de Negociação da FITRATELP/Sinttel-PB. Embora a empresa tenha melhorado um pouco sua proposta, ela continua ruim e não contempla a nossa Pauta de Reivindicações, portanto, longe de atender os justos anseios da categoria. O reajuste que a Claro ofereceu aos trabalhadores está abaixo do INPC do período, enquanto a categoria luta pela reposição total do INPC (1,73%) mais ganho real. A empresa também insiste em retirar uma conquista importante que é a antecipação do 13º em janeiro, entre outros benefícios. Quanto ao PPR 2017,a Claro propôs que a elegibilidade ao programa seja de 90 dias, mas a CNN FITRATELP/Sinttel-PB defende a aplicação da Súmula 451 do TST. Diante disso, a CNN FITRATELP/Sinttel-PB rejeitou a proposta da empresa e apresentou sua contraproposta que prevê reajuste de 1,73% mais ganho real de 3% nos salários e benefícios sociais. Esperamos que a Claro reveja seus números e apresente uma contraproposta de ACT e PPR 2017 possível de ser levada à apreciação e deliberação dos trabalhadores em assembleia geral. Se mobilize. Junte-se ao seu sindicato! Campanha Salarial 2017/2019 dos trabalhadores da Claro Brasil
Sem comentários

Deixe um comentário